24/10/2012




"Quando vejo retratos,
quando sinto cheiros,
quando escuto uma voz,
quando me lembro do passado,
eu sinto saudades...

Sinto saudade de amigos
que nunca mais vi,
de pessoas com quem convivi,
e nunca mais as vi ou cruzei...

Sinto saudades dos que se foram  e
de quem não me despedi direito!
Daqueles que não tiveram
ou não souberam como
me dizer "adeus".

...Sinto saudades das coisas que vivi  e
das que deixei passar,
sem curtir na totalidade.

Quantas vezes tenho vontade de
encontrar não sei o quê...
não sei onde...
para resgatar alguma coisa
que nem sei o que é
e nem onde perdi... "

(autor anônimo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário