08/09/2012

irreversível
imagem: dreamstime

                                      marisa pompermaier

queria tocar a nuvem
não seria capaz.

queria falar o que sinto
inútil, ninguém ouve.

queria dizer, tão somente
amo você, simplesmente.

queria ter a grandeza
de um sonho.

queria que me escutasse
para que entendesse,
contraste.

queria não mais que um segundo
retroceder ao tempo,
parar o relógio.

queria algo possível.
não adianta, ninguém atinge
quem deseja ser o impossível.

queria que o vento levasse
a quem quer que fosse
o desejo de amar.

porém, irreversível
tudo o que  desejo e sinto.

fica  para mim guardado
querer ou não querer
forma absurda de viver.

Nenhum comentário:

Postar um comentário