26/07/2012

buscando-me 
                                   
                                           by marisa pompermaier 

estou no conflito, 
paro e reflito 
sou a protagonista.
no filme, 
sou cena, enredo,
figurino efeitos especiais.
 Montagem e cenário
 tão rico vocabulário!
 Éramos cúmplices ,
 ríamos dos extras!
 Tudo era imenso 
distância,  intempéries
chegada e partida.
 Nada era dor, 
existia Amor. 
inocentes corações 
traçamos caminhos,
chegamos as estrelas 
sem pensar em voltar. 
interrompe o filme,
 diz você -' ta tudo péssimo'.
 o perfeito
 virou imperfeito, 
onde está o mundo que criamos?
 Outra imagem moldou.
 Agora nem eu sei,
 quem sou e para onde vou.
 Afinal, sou a imperfeição.
 Não me queira perfeita, 
sou amor  e  razão.
 Desculpa-me, se te tirei ou talvez,
 coloquei num abismo.
... era preciso acordar. 
triste consolo o meu,
 enquanto tu expandia teu vôo de liberdade,
 eu admirava as proezas.
 Me esquecia, por inteira.
 Labirinto de dor,
 tento esquecer.
 saio de cena.
 buscar-me de novo,
 difícil tarefa
 minha alma confessa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário