26/07/2012

                            analogias


                                              marisa pompermaier


 natureza morta,
 rios poluídos, dejetos místicos, 
sombra não há.
 jardins, praças, retratos rasgados
 páginas arquivadas.
 e a vida?
 é doce aventura.
 ou, percalço oculto no caminho...
 dia cinzento, sol nebuloso,
 olhos perdidos
horizonte não há.
 e o sonho?
 se perdeu no poente, 
mente impaciente,
 alegria doente

Nenhum comentário:

Postar um comentário